Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

05
Nov 12

A senhora Merkel afirmou que a Europa tem de aguentar mais 5 anos de austeridade. A Alemanha está no centro do grande desequilíbrio existente na zona euro, tendo na última década consolidado uma situação superavitária, devido principalmente às exportações para a China, países emergentes e do Leste, enquanto os países periféricos acumularam uma situação deficitária.

Começo a acreditar na teoria da conspiração. A Alemanha irá conseguir vergar os governos dos países europeus através do poder económico. Grande parte das dívidas soberanas dos países periféricos tem como principal credor a Alemanha. A Alemanha na última década exportou capital massivamente, para países como Portugal, Grécia, Irlanda, Espanha e Itália.

Se a austeridade continuar por mais 5 anos na Europa imposta pela Alemanha, os riscos vão ser alarmantes. A classe média estará condenada ao desaparecimento, a emigração de jovens será massiva, o colapso das redes formais de proteção social será inevitável e as pessoas apenas lutarão pela sua própria sobrevivência.

Como é que a Europa conseguirá suportar os custos económicos e socias devastadores, causados pela desigualdade de rendimentos crescente, consequência das medidas de consolidação fiscal e de austeridade. Vejamos o exemplo, os rendimentos dos pobres portugueses foram ainda mais diminuídos, como o aumento da carga fiscal, das reduções de salários, dos cortes nas pensões e demais benefícios sociais.

Em muitos países da Europa, os preços dos bens de primeira necessidade estão aumentar, assim como o desemprego, assiste-se a erosão das condições de trabalho, ao aumento do sentimento de insegurança e da violência. Estamos numa era em que o neoliberalismo pretende aliviar os custos humanos. A Europa vive tempos de empobrecimento global, que poderá potenciar o aumento dos níveis de intolerância, racismo e xenofobia. Os anos que antecederam a 2.ª Guerra Mundial tiveram uma história muito semelhante.

publicado por franciscofonseca às 16:01
sinto-me:

8 comentários:
O problema é o Euro..Veja a Grécia, quis implementar uma moeda mais forte do que a anterior, e agora quem sofre é a população...

Espanha também está assim..Taxa de desemprego altíssima...O euro é supervalorizado...
Joana a 13 de Novembro de 2012 às 12:45

Bem Vindo ao 3 mundo...rs... o que me preocudo é uma possivel guerra ou quebra da zona do euro...tava todo bonito quando criou a moeda todos iriam crescer e tal...mais nao deram atenção para o mais importante do plano...se desse algum problema como iria fazer... ou eles foram muito sonhadores e achou q nao iria dar merda nunca?! rs

asd a 13 de Novembro de 2012 às 13:59

Fala como se a alemanha emprestar dinheiro massivamente fosse ruim, quem ta arruinando a zoan do euro são paises como grecia e portugal que tem pessima administração, alemanha ta apenas tentando amenizar a situação, tu só fala isso porque, naturalmente, tem medo de outros massacres como a segunda guerra mundial. Mas acorde, a epoca da Europa sangrenta ja acabou.
Visionario a 13 de Novembro de 2012 às 18:35

Infelizmente esses países captaram dinheiro da Alemanha e nao investiram corretamente, investiram sabe se deus onde. Todos os paises que estao nessa situação eram com governos socialistas, inflaram gastos publicos, deficit fiscal , gastos social impraticáveis, gastos previdenciários incompatíveis com as receitas.
A Alemanha quando na crise de 2008 fez a liçao de casa cortamdo salarios de funcionarios publicos ja naquela epoca , controlando o deficit fiscal entre outras medidas, no entanto nao vi alemaes chorando ou fazemdo protestos contra essas medidas. Sou brasileiro e nao entendo como um pais como a Espanha ou frança sobreviveu tanto tempo com tantos encargos trabalhista e benefícios sociais e o trabalhador produzindo tao pouco, na Espanha me espanta o qual pouco esse povo trabalha,infelizmente nao existe magica .Tem que gastar menos do que ganha e tem que trabalhar. E principalmente cortar beneficios de funcionarios publicos e enxugar a maquina publica , esses sao os principais entraves para que a europa volte a ser o que era.
ricardo a 13 de Novembro de 2012 às 14:31

vc está enganado amigo,o povo de países como a grécia usou demais recursos com baixas taxas de juros,o país não produziu e deu no q deu,simples assim....a alemanha não fez nada demais,inclusive vem segurando as pontas da europa faz tempo....
gustavo a 13 de Novembro de 2012 às 19:34

Não se corrige um erro com outro amigos... Se por um lado os países que capitaram recursos da Alemanha não souberam investi-lo, por outro, não é a Alemanha com a sua política extremamente capitalista e desumana (diga-se de passagem) que vai resolver o problema da Zona do Euro; muito pelo contrário, a carga tributaria gera o desemprego em massa, que por sua vez, reduz o PIB dos países devedores, impossibilitando a quitação da dívida. De um jeito ou de outro a Alemanha vai ficar sem o seu tão precioso dinheirinho.
O maior defeito da raça humana é que todo mundo só quer olhar para o seu próprio umbigo... se estiver bom pra mim tá bom, que se dane o resto...
Lastimavel
Yuri a 13 de Novembro de 2012 às 21:09

Fizeram festa com dinheiro emprestado, e hoje não tem mais para onde correr, o seu engano é achar que a Alemanha será em todo prejudicado por esses problemas, a Alemanha soube investir o dinheiro, e é um país que pode viver sem Portugal, Espanha e Grecia, o maiores prejudicados em não pagar serão estes que não conseguirão mais sobreviver sem o dinheiro alemão.
João a 14 de Novembro de 2012 às 01:52

Tudo isto causado pelos bancos...
Caleb a 14 de Novembro de 2012 às 00:06

Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

19
21
22
23

25
26
28
29
30


TIME
Google Analytics

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
TRANSLATE THIS BLOG
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
VISITANTES
blogs SAPO