Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Se Deus quiser

por franciscofonseca, em 30.01.11

O funcionamento das estruturas do Estado Português, do ponto de vista de um gestor interno. Vejamos, quem acaba sempre com o menino nas mãos. Se questionássemos todos os responsáveis da cadeia hierárquica da Administração Pública, relativamente aos problemas de funcionamento, obteríamos as seguintes respostas dos intervenientes, seja qual for o serviço.

O Chefe de Secção diria: - Isto poderia funcionar como deve ser se o Chefe de Divisão quisesse. Ele não fala com ninguém, não delega, não informa, não estipula objectivos, não planeia, andamos aqui perdidos, só servimos para apagar fogos.

O Chefe de Divisão diria: - Isto poderia funcionar como deve ser se o Director de Serviços quisesse. Ele não faz reuniões, guarda as informações só para si, concentra tudo nas suas mãos, resolve tudo em cima da hora.

O Director de Serviços diria: - Isto poderia funcionar muito bem se os Directores-Gerais quisessem. Eles não sabem, ou não querem, fazer as coisas como deve ser. Não temos ideia nenhuma para onde vamos, não conhecemos os objectivos, andamos a gerir isto ao acaso.

O Director-Geral diria: - Isto poderia funcionar bem se o Ministro quisesse. Eles não informam a tempo, os objectivos são sempre para ontem, não há planeamento, nem objectivos marcados.

O Ministro diria: - Isto poderia funcionar bem se a União Europeia quisesse. É uma estrutura muito pesada, não informam a tempo, o planeamento deles é muito complexo, há muitos interesses em jogo, a condicionar as políticas.

Por último o Presidente da União Europeia diria: - Isto poderia funcionar bem, se Deus quisesse. É neste caldo cultural que continuamos mergulhados e sem fim à vista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D