Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sistema político português está doente

por franciscofonseca, em 24.01.11

O povo português escolheu ontem o seu presidente para os próximos 5 anos. Os resultados ditaram a reeleição de Cavaco Silva, com uma votação expressiva. Também a abstenção obteve um novo recorde de 53%. Mas desta eleição, na minha opinião, podem ser retiradas muitas ilações. A primeira delas prende-se com o desinteresse manifestado pelos portugueses, pois mais de metade dos eleitores inscritos não participaram, o que pode levar à falta de representatividade dos eleitos, em futuros actos eleitorais.

Segundo, todos os prestigiados analistas, comentadores políticos, da nossa praça criticaram o sistema eleitoral brasileiro, a quando das últimas eleições presidenciais, a propósito dos resultados obtidos pelo Tiririca, mas, as mesmas celebridades, desta feita, não fizerem qualquer comentário, aos 4,5% do Tiririca português. Pois é, já diz o velho ditado: pimenta no rabinho dos outros, para nós é refresco. Sejam coerentes, mesmo gozando do direito ao disparate.

Terceiro, os partidos políticos esgotaram a sua capacidade de mobilização, o vazio de ideias, de projectos, de iniciativas, o marasmo em que se encontra a política portuguesa, afasta as pessoas dos movimentos partidários. A prova está no facto de 20% dos votos terem sido dados, a candidatos sem qualquer apoio partidário. Os partidos ainda não perceberam, que já não faz sentido falar de políticas de esquerda, de centro, e de direita, de matrizes ideológicas do século passado. O fim das ideologias já foi anunciado, os políticos do futuro, terão de voltar-se para a defesa de valores, causas, em prol de uma sociedade mais equilibrada, onde os grandes contrastes sociais sejam atenuados e os jogos de influência postos de parte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D