Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A nova Era das armas biológicas nos alimentos

por franciscofonseca, em 23.06.11

O centro da Europa está a viver momentos difíceis devido a bactéria Escherichia Coli. Esta bactéria já infectou milhares de pessoas e está a provocar o caos nos hospitais da Alemanha. Como é que a E. Coli aparece nos alimentos e resiste a oito diferentes classes de antibióticos? Pensei que os investigadores alemães fossem mais perspicazes, mas pelos vistos não conseguem descobrir a origem desta bactéria.

O saber empírico diz-nos que é praticamente impossível imaginar, como poderia aparecer esta bactéria, de forma espontânea no mundo natural. Assim, se esta bactéria teve origem nos alimentos, como os alemães fazem querer, então como é que ela adquiriu toda esta resistência aos antibióticos, dado que não são usados nos vegetais?

Então só resta uma explicação, se não pode ter sido criada na natureza, apenas pode ter tido origem num laboratório. Mas com que finalidade aparece nos alimentos? Talvez estejamos na presença da velha tríade: problema, reacção e solução. Primeiro causam o problema, depois aguardam a reacção do público e finalmente decretam a solução desejada, ou seja, o controle sobre o abastecimento global de alimentos frescos.

Por conseguinte, se as pessoas tiverem medo de vegetais frescos, a sua alimentação recairá sobre alimentos processados, que normalmente promovem doenças degenerativas e impulsionam os lucros das poderosas companhias farmacêuticas.

Estamos no início de uma nova era global, de novas estirpes de bactérias que não podem ser tratadas com qualquer fármaco conhecido. As mortes causadas pela E. Coli correspondem a uma nova era de armas biológicas usadas nos alimentos, criadas por grupos de cientistas loucos, ao serviço dos laboratórios das principais farmacêuticas.

Na Alemanha há quem pense que se tratou de um ataque terrorista. Concordo, mas que foi perpetrado pelas companhias farmacêuticas contra pessoas inocentes, como sempre acontece nos ataques terroristas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Thiago Wagner a 27.06.2011 às 15:50

como gosto muito de biologia, perguntei ao meu professor, sobre essas superbactérias" e ele me disse que a automedicação das pessoas dá nisso, como o nosso corpo temos os antcorpus que resistem a diferentes tipos de virus, essa bactéria está fazendo o mesmo, criando resistência de pouco em pouco para cada ant biotico : ) acho que é isso

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D