Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Kadhafi e filho Muatassim mortos em Sirte

por franciscofonseca, em 20.10.11

No decorrer da chamada primavera árabe, que se iniciou com os protestos que derrubaram os presidentes da Tunísia e do Egipto, os líbios começaram a sair às ruas das principais cidades do país, em Fevereiro para contestar o coronel Muammar Kadhafi, no comando da Líbia desde a revolução de 1969. Muito rapidamente, os protestos evoluíram para uma guerra civil, onde os rebeldes foram apoiados pelas forças da Aliança Atlântica, com o objectivo de controlar as cidades estratégicas de leste a oeste.

A Líbia pode hoje virar uma página na sua história e empreender um novo futuro democrático. A morte de Kadhafi marca o fim de uma era de despotismo e repressão, que se estendeu por 40 anos, sobre o povo líbio.

Espero que as armas sejam depostas, que os combates encerrem e que o povo líbio lute pacificamente pelas suas aspirações e anseios, sem ressentimentos, com um espírito de diálogo e de reconstrução.

Mas a morte de Kadhafi, por outro lado, pode ser uma má notícia, porque a Líbia vai reescrever a sua história sem um processo, sem um julgamento e sem a verdade. Seria muito importante, para o povo líbio conhecerem a verdade e fazer justiça, por todos os opositores que desapareceram, que foram torturados e mortos.

Quanto ao futuro, vamos ver como se comportam as tribos, principal elemento social e político da Líbia. Algumas famílias tribais enriqueceram de forma inacreditável, principalmente devido à grande corrupção. A cultura tribal não é antagónica a ideia de um Estado moderno, espero que as tribos possam entrar em acordo, para a formação de um Estado, que devolva o conforto e a segurança ao povo líbio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


29 comentários

Sem imagem de perfil

De Alain a 20.10.2011 às 19:20

Kadhafi não pensou. Ele devia ter vindo para Portugal para ser julgado. Assim, seria posto uma pulseira electrónica a aguardaria julgamento em casa. Após o julgamente poderia apresentar recurso atras de recurso e quem sabe mesmo candidatar-se a uma qualquer autarquia onde de certeza seria eleito e estaria a desempenhar funções como Presidente. Em vez disso, preferiu ficar na Libia e Morrer.
Imagem de perfil

De franciscofonseca a 20.10.2011 às 19:35

Obrigado pelo comentário. Bom tema para um próximo post. Mas tenho de concordar consigo.
Sem imagem de perfil

De Pires a 21.10.2011 às 14:20

É tudo muito bonito quando falamos dos outros, da sua injustiça, da sua desonestidade, da sua falta de competência , mas o caso muda de figura quando se trata de alguém da nossa familia , do nosso clã ou do nosso partido politico, as opiniões têm sempre dois pesos e duas mediadas e o que se deseja que seja aplicado... é sempre aos outros.
Sem imagem de perfil

De Quando acaba nossa ditadura a 20.10.2011 às 19:42

Quando acaba a nossa ditadura???

O Sr. Bastonário publicou um artigo onde diz:
"Infelizmente em Portugal, o poder judicial escapa a qualquer escrutínio democrático, ou seja, transformou-se num estado (totalitário) dentro do próprio estado (democrático). Os tribunais são locais onde frequentemente se cometem algumas das piores ilegalidades e atropelos ao direito, bem como algumas das mais chocantes violações dos direitos humanos ".

Garanto-lhes que ele tem razão, vejam a gravidade, pior do que isto é difícil !!! Perante isto só há uma conclusão a tirar, este país não é um estado de direito mas sim uma republica das bananas, e achamos isto tudo normal ! Temos fortes razões para estarmos assustados. A Amnistia Internacional anda distraída.
Imagem de perfil

De franciscofonseca a 20.10.2011 às 20:21

Obrigado pelo comentário. A justiça é sem dúvida um grande entrave ao desenvolvimento do país.
Sem imagem de perfil

De TAD a 21.10.2011 às 16:27

Não concordo: A culpa não é da justiça, a culpa é daqueles a quem damos os nossos votos que são uns incompetentes que. não sabem fazer leis. Temos desde o 25 de Abril sido governados por pessoas medianas e o resultado está à vista. A justiça executa essas leis.
Sem imagem de perfil

De MARIA a 21.10.2011 às 16:15

Porque não se começa logo por perguntar ao Bastonario o que fez para mudar. Ela até agradece que tudo estaja assim
Sem imagem de perfil

De Mário a 20.10.2011 às 22:22

Eu digo o que vai acontecer:
-Não vão conseguir desarmar os rebeldes.
-As facções fudamentalistas religiosas vão começar a infiltrar-se lentamente.
Imagem de perfil

De franciscofonseca a 20.10.2011 às 22:31

Obrigado pelo comentário. Pode muito bem acontecer, devido à realidade social e política da Líbia. Espero que isso não aconteça, pois seria muito mau para a Europa.
Sem imagem de perfil

De Dom Ricardo Corleone a 20.10.2011 às 22:57

Exactamente, tal e qual o Afeganistão. Armaram os talibãs porque há e tal até são boas pessoas e depois há e tal que eles são inimigos.
Sem imagem de perfil

De Dom Ricardo Corleone a 20.10.2011 às 22:53

É um erro muito grave tentar impor a "democracia" (entre aspas, porque não existe, temos sim a Tachocracia, em que votamos em representantes para que estes nos representem contra nós!) europeia a civilizações em que tal é impossível. Infelizmente África nunca perdeu, e nunca perderá, as tribos, e o espírito tribal, que motiva que as mesmas não aceitem um líder que não seja da sua tribo. Por isso esses países, incluindo a Líbia, viveram sempre entre a guerra civil provocada por aqueles que são incapazes de aceitar resultados eleitorais, nem sabem o que é tal coisa, e a Ditadura.

A única solução para África é leva-los a viver em tribos, e não em nações, que é uma noção ocidental. Não existe em África o sentimento nacional, apenas tribal. Mas a mudança teria de ser só de África, sem intervenção de estados terceiros, que sou absolutamente contra.

Por isso o que vai acontecer à Líbia é, de certeza absoluta, a guerra, a fome, as doenças, e mais tarde outra ditadura. A ideia de uma "democracia" de tipo europeu em África é absolutamente impossível!
Sem imagem de perfil

De mvpf a 20.10.2011 às 23:09

globalmente concordo com os comentários acima descritos e respectivas respostas.Será porem necessário mostrar esta fotografia humilhante de um ser humano? Que pena fugir o pé para a chinela por tão pouco
Sem imagem de perfil

De "Mãos desesperadas" a 21.10.2011 às 13:37

Ainda ontem eu vi imagens, e na fila da frente estavam uns moços novos a disparar tiros para o ar, e vêm uns quantos fardados, e puxam-nos para traz, e ficam eles à frente, dá para ver que uns são para lutar, e outros para ficar na imagem, oxalá que não, mas eles vão continuar a lutar entre si. Porque o dinheiro do petróleo que jorra em solo Líbio, é para pagar à Nato, bombas que lá despejou, e aquilo custa dinheiro, e o IVA deve ser também na volta dos vinte e três por cento.
Eu tive em África obrigado, e sei que é muito fácil lidar com um africano só, mas em tribos é complicado, e em gangs nem se fala, mesmo assim tinha menos medo das tribos lá, do que tenho dos gangs aqui.
Imagem de perfil

De franciscofonseca a 21.10.2011 às 14:30

Obrigado pelo comentário. Pena que a NATO não tenha a mesma atitude para com Síria. Mas isso mexe com a geoestratégia global, pois o que aconteceu na Líbia, na minha opinião, não é mais do que um bloqueio energético à China, tendo como bode expiatório o Coronel Kadhafi .
Sem imagem de perfil

De s o s a 20.10.2011 às 23:07

apos o 25 de abril, acho que ate já nos anos 80, bragança teve movimentações, incluindo bandeira, para a sua independencia. Desperta Bragança, aproveita a onda. Combina com o obama, ele destruirá a força armada de liisboa, e será um passeio até lá. PS: no norte existem muitas cabeças a defender a separaçao de lisboa, mas com o bombardeamento amaricano, anexaremos lisboa.
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 21.10.2011 às 02:52

As tribos islâmicas são iguais em todo o Mundo:
Fruto da selvajaria ensinada no Al Corão.
Os vencedores na Líbia já fizeram execuções sumárias.
Em todo o islão, mesmo na indonésia, impera a barbárie, a selvajaria, a intolerância, o nepotismo, o totalitarismo.
Há "sites" na net que TODOS OS DIAS, contam casos veridicos.
As minorias não islâmicas ( e os "outros muçulmanos) são tratados quase como animais.
E assim vai continuar...até as mentalidades largarem a sharia selvagem e aparecerem no séc XXI
Sem imagem de perfil

De Jose Antobio Braga a 21.10.2011 às 09:19

A morte do homem foi uma selvajaria que a Nato apoiou. Aquando da queda do avião da Pan Am ele era um terrorista mas foi depois recebido com as maiores honras até em Portugal pelo Sócrates para depois afinal ele já poder morrer pois já não tem o poder sobre o petroleo. Os ocidentais são tão correctos e humanos e apoiam esta selvajaria? que ele devia ser preso e julgado e passar o resto da vida na cadeia nem que fosse de trabalhos forçados era o lógico agora estarmos felizes com estas imagens? E o Eduardo dos Santos não é um ditador? porque é que não o deiram abaixo?
Imagem de perfil

De franciscofonseca a 21.10.2011 às 14:40

Obrigado pelo comentário. A história da Líbia ficará com uma página em branco. Aqueles que assassinaram Kadhafi , poderão tomar o seu lugar, para salvaguardar os interesses dos países que apoiaram a coligação.
Sem imagem de perfil

De Vitor Santos a 21.10.2011 às 09:54

Santa hipocrisia, hoje todos os chefes de estado se regozijam com a sua morte, com a morte como dizem, de um terrível ditador, mas, há bem pouco tempo, faziam-se fotografar com ele, recebiam-no com todas as honras, forneciam-lhe armas e acolhiam o seu dinheirinho sem qualquer problema!!!
Sem imagem de perfil

De RJV a 21.10.2011 às 10:06

Concordo plenamente c/ o que diz. Houve até políticos numa determinada cimeira o consideraram " um líder carismático".
Imagem de perfil

De jurista a 21.10.2011 às 11:43

100















100% de acordo..
LEX







Sem imagem de perfil

De NABUCODONOSOR a 21.10.2011 às 10:47

Os humanos mais uma vez dão provas claras que são bem piores que os animais.
Por mais que ele fosse merecedor, o que fizeram enquanto ainda vivo edepois andarem a arrasta-lo após a morteé indecente e prova que somos mesmo piores que os animais.
Deus queira que tudo isto não vá ser pago com lingua de palmo, porque o mundo árabe, esteve sempre de olhos postos e para eles é considerado um mártir.
Não havia necessidade daquilo tudo.Matavam-no e pronto.
Sem imagem de perfil

De Gandra a 21.10.2011 às 10:53

Tamanha hipocrisia reina neste mundo. Regozijam-se com a morte, a barbárie, enfim, palavras para quê? Não percebi o porquê desta foto! Sabemos que o homem se finou, não havia necessidade...

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D