Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Qual será o real peso da maçonaria nas áreas estratégicas da sociedade portuguesa e no próprio Estado? Quem minimamente tem acompanhado a democracia portuguesa sabe muito bem, que todos os governos têm tido representantes desta sociedade secreta. Hoje, vemos cada vez mais  nomeações de maçons, para cargos importantes, nomeadamente do chamado bloco central.

Quando num país tido como democrático, se juntam serviços secretos com sociedades secretas, o resultado esperado só pode ser uma grande trapalhada. Na minha opinião, a democracia portuguesa está infiltrada por estes poderes obscuros e os serviços secretos deveriam ser todos extintos e criado um único serviço, com gente sem avental, pois neste momento começa a estar em perigo, o regular funcionamento do próprio Estado.

Os serviços secretos portugueses atuam sem qualquer supervisão, gente de empresas privadas, que já trabalharam nos serviços secretos vão beber informação, para benefício das organizações que representam. Se cruzarmos isto com a influência da maçonaria chegamos a conclusão, que também temos uma bomba atómica em Portugal.

Durante os tempos vividos na nossa democracia, as sociedades secretas sempre tiveram um enorme domínio sobre o poder político e económico. Como já vi escrito, elas são o topo da cadeia alimentar, comem tudo.

Não consigo conceber um sistema democrático, em que o Estado tenha os seus serviços secretos infiltrados pelas sociedades secretas. Esta teia de influências, se não for alterada radicalmente, contribuirá ainda mais, para a nossa falência, que poderá culminar num Estado falhado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:58


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D