Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mulheres iranianas treinam para serem ninjas

por franciscofonseca, em 21.02.12

No Irão, país onde as mulheres são estereotipadas como tipicamente pertencentes ao sexo fraco, onde necessitam de proteção do homem, e onde não têm acesso à totalidade dos direitos que são conferidos aos homens desta mesma sociedade, estão a ser treinadas, cerca de 3500 mulheres, para virem a ser ninjas.

Muitas são as técnicas de defesa e de ataque ensinadas, baseadas nas técnicas dos antigos guerreiros japoneses. Estas mulheres são treinadas debaixo da supervisão das autoridades da Federação de Artes Marciais do Irão.

A arte dá pelo nome de Ninjutsu, um desporto marcial japonês, que se está a espalhar entre as mulheres, como forma de revolução da sociedade patriarcal que vigora no país. A lição mais importante no ninjútsu é o respeito, a humildade e a tranquilidade.

Este desporto atrai as mulheres, pois revela-se como forma de manter o equilíbrio entre o corpo e a mente. As mulheres iranianas são coletivamente mais fortes do que fazem parecer debaixo do chador.

Cada vez mais os iranianos acreditam que Israel vai fazer despoletar um conflito. Esta crença faz com que o povo iraniano se mentalize e se prepare para a guerra, incluindo as mulheres. Estas ninjas podem ser chamadas, em caso de conflito militar, para defenderem a sua pátria. Não duvido, de que são dotadas de força, habilidade e prontidão capazes de causar perturbação e baixas no inimigo.

O Irão registou avanços tecnológicos para lidar com energia nuclear, onde se inclui a capacidade para enriquecer urânio, o que faz suspeitar de que possa estar a fabricar armas nucleares. A comunidade internacional está a fazer uma forte pressão sobre o Irão, que poderá resultar na ativação de uma nova Guerra Fria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:03


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D