Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

07
Nov 10

 

Portugal está a braços com potenciais problemas de insolvência, de elevada probabilidade de se verificarem num curto espaço de tempo.

 

A visita do Presidente, Hu Jintao a Portugal, segundo os principais analistas, foi um sucesso e pode recolocar o nosso país perante os mercados financeiros, ou seja, o facto de a China ameaçar comprar a nossa dívida pública, pode resfriar a ganância dos abutres económicos.

 

Vivemos na era da globalização, em que as fronteiras políticas, culturais, económicas e sociais se diluíram, mas custa-me ver o meu país vergar-se, ajoelhara-se, subjugar-se, bem sei, perante a segunda maior economia mundial. Reconheço que os acordos, agora assinados, podem resultar numa lufada de esperança no curto prazo, mas no médio e longo prazo, nada mais representam que a completa ruína do nosso mercado interno.

 

O nosso país continua a preferir às soluções do curto prazo, isto é, empurrar os problemas estruturais com a barriga para a frente, sem que sejam resolvidos. Ninguém fala em reformular o sistema político e eleitoral, o sistema de ensino, o sistema judicial, o sistema administrativo público e o sistema financeiro.

 

Nos últimos 30 anos, muitas mudanças aconteceram, do isolamento, passamos para a CEE, depois surge a globalização e, internamente nada mudou, chegou a hora de reinventar novos modelos de reestruturar a nossa sociedade. Quanto mais adiarmos estas inevitáveis reformas mais caminha-mos para um modelo de Estado falhado.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 15:03
sinto-me:
música: Vento litoral

02
Abr 09

 

Até mesmo as tartarugas vivem em constante mudança, adaptabilidade constante ao modus vivendi.

 

A era em que vivemos é chamada por muitos como era da sociedade do conhecimento e da economia global, mas eu acrescentaria ainda outras denominações, como era da criminalidade global, da ameaça global e da exploração global.

A tecnologia e os equipamentos evoluem de forma rápida, nem sempre as pessoas conseguem acompanhar essa evolução, pois é necessária uma formação constante, mas infelizmente, no nosso país há carências dramáticas ao nível da formação e na forma como são geridos os recursos humanos.

Estas carências podem ajudar a explicar um dos nossos problemas estruturais mais graves, no que concerne à produtividade e competitividade. Por isso é urgente fazer um esforço estrondoso nesta área, reinventar novas formas de competitividade e criar riqueza.

No mundo actual e cada vez mais vamos ter de viver, em mudança permanente, em evolução permanente e adaptação permanente!

Francisco Fonseca

 

publicado por franciscofonseca às 19:21
sinto-me:
música: Bossa N`Ramones

Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


subscrever feeds
TIME
Google Analytics

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
TRANSLATE THIS BLOG
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
VISITANTES
blogs SAPO