Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A história recente dos massacres nos EUA

por franciscofonseca, em 15.12.12

Ontem o tiroteio na escola na cidade de Newtown, no estado de Connecticut está entre o mais mortal na história moderna dos EUA. Adam Lanza, 20 anos, matou sua mãe antes de matar 26 pessoas, sendo 20 com idades de 5 a 10 anos. O massacre num cinema em Aurora, no Colorado, a 20 de Jullho deste ano, levado a cabo por James Holmes, de 24 anos,  causou 12 mortos e 58 feridos.

O major Nidal Malik Hasan, que servia o exército dos EUA em Fort Hood, Killeen, Texas, como psiquiatra abriu fogo dentro da base militar matando 13 companheiros e ferindo 29. A 16 de Abril de 2007, Cho Seung-Hui, de 23 anos, realizou o maior massacre ocorrido, nos EUA, na Universidade Virginia Tech matando 32 estudantes e ferindo 17, suicidando-se logo de seguida.

Robert Charles em 02 de Outubro de 2006, na Zona Este da Pensilvânia, mata cinco meninas, entre os sete e 13 anos, e fere outras cinco numa escola da minoria religiosa amish, tendo-se suicidado quando a polícia chegou ao local.

Em 21 de Março de 2005, Red Lake, Minnesota, Jeffrey Weise de 16 anos mata no seu liceu nove pessoas, incluindo cinco alunos, antes de se suicidar. A 29 de Julho de 1999, depois de matar a mulher e os dois filhos, Mark Orrin Barton, especulador bolsista de 44 anos dispara contra duas sociedades de corretagem em Atlanta, Geórgia, matando nove pessoas, suicidando-se depois.

Em Columbine, 20 de Abril de 1999, no Colorado, dois estudantes abrem fogo no liceu, tendo morto doze alunos e um professor, os atiradores suicidam-se.
A 16 de Outubro 1991, um homem mata 22 pessoas num restaurante de Killeen no Texas e deixa feridos mais duas dezenas, antes de se suicidar.

O soldador James Huberty entrou no McDonald’s, San Ysidro, California, em 18 de Julho de 1984 abriu fogo, matando 21 pessoas e ferindo 19 antes de ser baleado por um atirador da polícia. Estudante de engenharia Charles Joseph Whitman, 25 anos, da University of Texas, Austin, a 01 de Agosto de 1966 abriu fogo contra estudantes matando 13 e feriu 32, antes de ser morto por um atirador da polícia.

As sociedades como a dos Estados Unidos, materialmente desenvolvidas estão a perder a sua matriz identitária e os laços e valores essenciais para se viver em comunidade. A nova cultura valoriza o sucesso material, o resto das pessoas são marginalizadas. O maior erro da nossa sociedade é que as pessoas já não valorizam a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02

Peço desculpa pela foto chocante, mas infelizmente continua a ser uma cruel realidade. Os casos de active shooters são mais frequentes nos Estados Unidos do que em outros países, embora tenham ocorrido terríveis massacres na Rússia, Israel, Finlândia e em outras nações europeias. Não há uma resposta conclusiva para este fenómeno. Existem fatores potenciadores como o bullying, doenças mentais, drogas, acesso fácil a armas, cópia de modelos de jovens violentos, violência e maltratos infantis.

Os Estados Unidos têm um caldo explosivo que potencia este tipo de incidentes. Muitas crianças sofrem várias formas de violência, quer escolar, quer familiar, assim como são ostracizadas e humilhadas nas redes sociais. Os jovens mentalmente violentos e insuficientemente acompanhados e tratados são em número elevado. Os modelos de papéis violentos, nas ruas, no cinema, nas notícias, batem recordes, ou seja, a violência é muito americana. Outro fator é que a sociedade americana tem uma cultura de drogas, assim como acesso fácil a armas de fogo.

Os Estados Unidos têm uma longa lista de massacres e incidentes com armas de fogo em escolas. Columbine em 1999, no Colorado, ou a Politécnica, da Virgínia em 2007, são alguns dos exemplos mais conhecidos e dramáticos com grande número de mortos. Mas na realidade acontecem massacres todos os anos nas escolas americanas.

Outro fator interessante é o alto número de ocorrências havidas nas duas décadas de 1991 a 2011 que coincide com o surgimento da internet e o fácil acesso à informação, o que pode sugerir que o fenômeno da imitação (copycat) tenha sido intensificado. Se olharmos para as estatísticas dos homicídios provocados com armas de fogo temos em média anualmente, 39 no Japão, donde provém a maioria dos jogos violentos, 255 na França, onde mais se assistem filmes violentos em toda a europa. Na Alemanha, provavelmente a nação com a história mais manchada por violência do mundo, atinge os 381 homicídios. Nos Estados Unidos a contagem é de 11.127 homicídios. Os números dizem que algo de muito errado está a ser feito do outro lado do Atlântico.

Este tipo de ocorrências são crimes da atualidade e ilustram o caos psicológico e social que se instalou na comunidade juvenil. Definitivamente, os massacres cometidos foram planeados meticulosamente, sendo de uma crueldade e violência desnecessárias, em ambientes que deveriam ser de paz, fraternidade e alegria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D