Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Internet perigosa para crianças

por franciscofonseca, em 09.02.11

 

Um estudo da Microsoft Portugal revelou que 31% dos pais não tomam quaisquer cuidados para limitar e controlar a utilização da Internet em casa pelos filhos. Este número é assustador, pois um terço das crianças portuguesas navega na internet a seu belo prazer. Qualquer curiosidade, interrogação, vontade de descobrir é satisfeita com um simples clik.

Hoje, afigura-se como perfeitamente normal, o acesso das crianças as redes sociais, onde partilham vídeos, fotografias, conversam em chats com pessoas desconhecidas. Os pais deveriam de fazer uma reflexão urgente, de forma a tomarem consciência de que, as coisas que as crianças partilham e conversam podem ter consequências profundas e irreparáveis para toda a vida.

Este estudo demonstra, entre outras coisas que, muitas crianças portuguesas apresentam comportamentos de risco e mais de um terço (39%) já mentiu online quanto à idade. Por outro lado, quase metade (42%) já foi contactada por estranhos.

Vivemos tempos em que a criminalidade organizada, nomeadamente a que se dedica ao tráfico de seres humanos, aproveita as redes sociais para angariar possíveis vítimas. As crianças apresentam-se como um grupo mais vulnerável, sendo esta realidade um atentado ao direito inalienável de crescer num ambiente protegido e acolhedor e de ser livre de qualquer forma de abuso e/ou exploração. Só que os milhões de euros que, esta criminalidade gera por esse Mundo fora, falam mais alto, sendo que a exploração de crianças continua a aumentar. Um dia a humanidade pagará também esta elevada factura. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:12


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D